24 de Maio de 2017

GranoMio – Massas artesanais deliciosas em Niterói!!!

Desde que vi o letreiro da GranoMio em uma casinha muito fofa, comecei a ficar curiosa para saber o que seria aberto ali. Um restaurante? Uma loja? Curiosa que sou, corri para a internet para pesquisar e descobri que se tratava de uma loja de massas artesanais, com cozinha no local e entregas Delivery. Pesquisando um pouco mais, comecei a ver que eles já faziam entregas e que os elogios eram unanimes. Pronto. Isso foi o suficiente para que eu começasse a desejar experimentar as massas da GranoMio.

Algum tempo depois, enquanto passeávamos com a Valentina, vimos que a loja já estava funcionando e através de um janelão de vidro que dá para a rua, vimos os cozinheiros preparando as massas. Não preciso nem dizer que já fiquei com água na boca, não é mesmo?

Nesse final de semana, não teve mais jeito e resolvemos matar a curiosidades. Fomos até a loja para conhecer os produtos feitos por eles. Estava decidida a comprar a lasanha de queijo e presunto, mas descobri que eles não tinham naquele dia. Escolhemos então um nhoque de bolinhas de batata baroa recheadas com queijo Gruyère e Conchigliones recheados com camarão, Catupiry e alho-poró.

As massas não são prontas, elas precisam ser finalizadas em casa. Resolvemos levar dois molhos de tomate, que segundo a responsável pela loja, precisava ser usado inteiro em cada uma das massas para que não ficassem secas.

E o que achamos da GranoMio?

Como o tempo de preparo das duas massas era um pouco diferente, dividimos as duas. Experimentamos primeiro o nhoque e eu me surpreendi demais com a leveza e o sabor. Era muito, muito levinho e simplesmente MARAVILHOSO!!

Depois dividimos o Conchiglione e também achamos DIVINO!!! O recheio de camarão, alho poró e catupiry era bem temperadinho e a massa, assim como o nhoque, era muito leve!! Ficamos encantados.

A única coisa que não foi totalmente perfeita foi a escolha do molho de tomate rústico. Achamos que o gosto pesou muito nas duas massas – ficamos em dúvida se foi pela quantidade muito grande em cada uma delas, acho que dava para ter dividido uma garrafinha nas duas sem que ficasse seco – ou se realmente foi o tempero que não combinou muito com as nossas escolhas. Vinicius até comeu tudo com o molho, mas no segundo prato, resolvi tirar o molho e colocar apenas a massa para mim.

Mas acho que isso é uma questão de gosto muito pessoal, pois sei que algumas pessoas amariam essa mesma combinação.

Quero muito provar as outras massas e molhos da GranoMio. Sem dúvida alguma essa passará a ser a nossa escolha quando sentirmos vontade de comer uma massa fresca. Os dois que provamos foram realmente MUITO gostosos e deixaram um gostinho de quero mais.

Ps: Infelizmente a fome estava negra e esquecemos completamente de tirar uma foto para o blog! Falha nossa e sorte que consegui achar essas duas na internet!

Veja mais posts sobredelivery GranoMio loja massas Niterói restaurante restaurantes
19 de Maio de 2017

Marido não AJUDA em casa

Estava assistindo o programa da Fátima Bernardes hoje e os convidados começaram a falar sobre “marido que ajuda em casa”. Confesso que isso me irrita profundamente. Nem o homem nem a mulher AJUDAM um ao outro em casa. Eles dividem tarefas que precisam ser feitas por alguém para que o lugar que moram não vire um chiqueiro.

Um rapaz que estava na plateia disse que “homem que é homem não lava louça”. É sério que ele ainda sente orgulho do que diz? E dá para acreditar que ainda existem pessoas que acham que ele está certo?

Fico pensando de que maneira homens assim são criados. Será que crescem achando que tem um reizinho na barriga e que o mundo está ali para servi-lo? Ou melhor, que essa é a função das mulheres que estão em sua vida? Será que a responsabilidade por comportamentos como o daquele cara é toda da mãe? Ela que não soube educar seu filho para que ele entendesse que deveria arrumar a bagunça do quarto, da cama e por aí vai?

Mas sinceramente, acredito que por mais que a educação seja falha, isso não é desculpa para que não mude suas atitudes quando se transforma em adulto.

É claro que existem os dias preguiçosos. Queremos passar longe da pia de louças, da vassoura, de qualquer arrumação que seja. E ninguém é um monstro por isso. Mas para que uma casa funcione – seja ela entre um casal, amigos que moram juntos ou até mesmo a casa de alguém que more sozinho -, é necessário que as tarefas sejam realizadas em algum momento.

A palavra “ajuda” me irrita, pois eu acho que cuidar da casa é um dever que todos devem cumprir para manter a ordem das coisas. Não existe uma ajuda nesse caso. E deveria ser algo natural. Acabou de comer, lavou a louça. Bateu aquela preguiça no domingo e os dois deixaram acumular? Quem estiver com mais disposição, coloca a mão na massa. Se nenhum dos dois está, vale aquele acordo “limpa hoje e eu limpo na semana que vem?” ou “Ah, faz isso hoje e eu preparo uma coisa gostosa para a gente jantar amanhã?”. São trocas de deveres e carinho também. Ninguém é obrigado a lavar a louça do outro, mas a sua própria deveria ser. Afinal, não existe mágica que limpe com um estalar de dedos aquilo que você usou para comer.

Veja mais posts sobre ajuda casal casamento marido marido ajuda relacionamento