21 de Janeiro de 2017

Cachorrinho perdido ou abandonado

Todo dia, quando vejo aquelas mensagens em grupos do Facebook ou em cartazes espalhados pela cidade de um cachorrinho perdido, meu coração aperta. Não consigo nem imaginar o que eu sentiria nessa situação – e espero nunca ter que passar por isso. Só de imaginar, chego a sentir um calafrio.

Eu não saio com a Valentina na rua sozinha. Nem sempre foi assim. Eu adorava ir para a rua com ela. Mas um dia, um rapaz do meu prédio avisou: Cuidado quando sair com ela, pois estão roubando cachorrinho direto por aqui. Voltei para casa na mesma hora e desde então só saí com ela com Vinicius junto.

Tanto por roubo quanto por descuido ou por um azar mesmo, meu coração dói de imaginar que alguém perdeu seu bichinho. Mas dói mais ainda quando imagino o cachorrinho. Infelizmente, esses anjinhos de quatro patas não sabem falar, não conseguem se comunicar, mas sentem um amor gigantesco por seus donos.

Fico imaginando o desespero que eles devem sentir quando não podem mais ver aquelas pessoas que eles amaram com tanto carinho. Mesmo não conhecendo quem os perdeu, eu rezo e torço sempre para que todos os donos encontrem seus melhores amigos o mais depressa possível. Fico acompanhando, torcendo por boas notícias e quando elas chegam, sinto um alívio como se fosse meu também.

Pelo mesmo motivo eu não consigo entender quem tem coragem de abandonar o seu cachorrinho. Mudança? Gravidez? Família aumentando? Doença? Idade? Sinceramente, nada justifica o abandono. Acho que é de uma crueldade sem tamanho. Um cachorro não é uma coisa que pode ser descartada. Ele tem um coraçãozinho também que sente e sente muito.

A Valentina ama meus pais, adora a casa deles, mas se a gente deixa ela lá, ela não come. Por mais amor que tenha por eles, ela é alucinada por mim e pelo Vi e quando não está com a gente, ela sofre. Imagina um cachorrinho ter que mudar de família de uma hora para outra, apenas porque seus donos resolveram que ele não tinha mais espaço naquela casa?

Por isso, pensem muito, muito mesmo antes de ter um cachorrinho. Entendam que ele já foi tirado da mãe e dos irmãos dele e quando você chega, passa a ser a família dele. Eles vão te amar de um jeito inexplicável. É o maior amor do mundo. Você passa a ser tudo na vida daquela coisinha. Dê muito valor a isso e aproveite todos os momentos. Passa rápido demais. Eles ensinam mais do que qualquer pessoa. Eles são puro amor. Não magoe o seu bichinho.




Veja mais posts sobreabandono cachorrinho cachorro perdido Valentina