16 de Setembro de 2015

Casamento Perfeito?

Durante a Bienal aproveitei para ver os próximos lançamentos da minha Editora e fiquei muito interessada no título “O Casamento não é para você, é para a pessoa que você ama”. Conversando com a querida Vânia, da Valentina, ela me contou que o livro é uma carta já muito conhecida em todo o mundo de um pai para um filho falando sobre como ter “sucesso” no casamento. E a ideia principal é a de que você precisa casar com alguém que queira fazer feliz.

Como a minha cabeça é igual a do Fantástico Mundo de Bob, já comecei a imaginar como seria o livro e já me apaixonei por ele sem ver capa, ler sinopse ou nada do tipo, mas apenas a ideia já me deixou com os pensamentos nas nuvens. Não sei se todos vocês sabem, mas conheço o meu marido desde 1999, quando tínhamos 15 anos – ele, 16 anos – eu!. Namoramos cinco anos, ficamos longe um do outro por quatro anos e voltamos a namorar há sete anos. Ou seja, são 16 anos de história, a metade da nossa vida.

novos

Muitos amigos que nos conhecem desde a época da escola costumam perguntar se não enjoamos nem um pouquinho um do outro, como podemos querer ficar sempre juntos mesmo com todo esse tempo e também se não vivemos uma rotina chata, já que nada é novidade para a gente.

A minha resposta é sempre a mesma: Não enjoamos, sentimos saudades quando estamos longe um do outro. E mesmo com nossos tantos anos de relacionamento e dois anos e meio de casados, nossa vida ainda é cheia de frios na barriga e novidades.

Mas confesso que já pensei se isso é bizarro demais, pois ninguém parece acreditar quando dou essas respostas. Já me peguei diversas vezes pensando se existe alguma coisa errada e levei o assunto até para a minha terapia. O normal é ser infeliz no casamento? Por que viver de amor, sonhos e alegria é considerado tão surreal?

E durante essa Bienal eu acho que encontrei a resposta para isso, apenas conversando sobre o livro que já estou louca para ter nas mãos e que parece que será lançado ainda esse ano – uhuuuuu!!! – possivelmente no final de outubro: o segredo para fazer o casamento dar certo é você casar com a pessoa que deseja fazer feliz mais do que qualquer outra coisa.

Por que as pessoas se espantam quando conhecem a nossa história? Acho que é por causa do mundo egoísta que vivemos, quando todo mundo está muito mais preocupado com o próprio umbigo e não consegue nem mesmo levantar a cabeça para a pessoa que está bem ao seu lado. Acredito que esse é o motivo de tantos relacionamentos fracassarem, de tanta gente viver infeliz.

casamento perfeito

Fiquei pensando nessa ideia de que o casamento não é para você, mas para a pessoa que você ama, tentei observar como ela funciona no nosso dia a dia – meu e do Vi – e cheguei a ficar emocionada de perceber como esse é o segredo da nossa felicidade. Diariamente, nos pequenos detalhes a gente pensa um no outro “o que ele vai comer quando chegar em casa do trabalho?”, “como ela vai voltar para casa do curso?”, “o que posso fazer no café da manhã que seja bem gostoso para que mesmo cansado, o dia dele comece mais especial?”, “vou deixar tudo arrumado para ela não ter que fazer nada quando chegar cansada do evento que foi dar palestra” e assim vai… São pequenas preocupações que temos todos os dias para fazer com que o dia do outro seja mais tranquilo. Tentamos dar alguns toques de amor e carinho para deixar o caminho mais doce.

É claro que temos opiniões conflitantes, discussões sobre determinado assunto, mas não me lembro de nenhuma vez que a gente tenha ido dormir sem resolver o que nos incomodou, sem um abraço, um beijo de boa noite e sem dizer o quanto nos amamos.

Acredito que o segredo de um casamento feliz é casar com quem você ame tanto, que a felicidade do outro já é o que vai deixar o seu coração quentinho. É achar alguém que vai te olhar como se você fosse uma princesa, mesmo quando você sabe que está mais parecida com a Fiona do que qualquer outra coisa e nada mais no mundo vai importar. O brilho nos olhos do Vi quando realiza alguma coisa, transforma o meu mundo como se aquela conquista fosse minha e vejo nos olhos dele o mesmo por mim.

E isso é tão bom!

Não é necessário dinheiro, presentes, jantares caros para manter aquele amor de início de namoro. Basta você estar com quem você quer ver feliz por toda a vida. =)

Veja mais posts sobrecasal casamento felicidade vida a dois