01 de Novembro de 2017

Agora_Quero comemorar com a Julinha!!

Já contei para vocês como estou apaixonada pela delicadeza da empresa Agora_Quero ?! Principalmente agora, que a Julinha está perto de chegar, vejo as fotos das festas e fico sonhando com tudo que quero para ela. E aí, para surpreender ainda mais, ganhei um presente que me deixou emocionada e já ansiosa para os 12 meses de comemorações que teremos pela frente – um Kit de velas e tags para festinhas de mesversário -, tudo idealizado e desenvolvido pela Agora_Quero.

Tem coisa mais linda e delicada?

O que eu acho mais lindo do Agora_Quero é que as meninas não fazem aquelas decorações de festas que vemos todos os dias por aí. A proposta delas é usar o bom gosto que possuem para criar decorações personalizadas, únicas e cheias de detalhes encantadores.

Além das festas, que sempre me deixaram babando, essa caixinha especial de mesversários me deixou apaixonada!! Não vamos fazer festinhas, mas é claro que – assim como fiz no primeiro ano de casamento – quero comemorar com Vinicius, Valentina e Julia todas as vitórias, conquistas e descobertas da nossa pequena nos primeiros 12 meses de vida. E acender uma velinha – mesmo que seja em um bolinho simbólico – todo mês, vai fazer com que essa gratidão por tudo o que vivemos, fique ainda mais evidente.

Espero que os próximos 12 meses passem bemmmmmmmmmmmmmmm devagar e espero ter muitos motivos para celebrar cada um deles.

Não deixem de seguir o Agora_Quero no Facebook e Instagram!! 

Além desse kit mesversário lindooooo – São 12 números acompanhados de 12 tags para você combinar como achar melhor! 12 velinhas para acender no parabéns e uma caixinha de fósforo personalizada -, elas também trabalham com o Festa Delivery – que eu achei muito legal!!!

Sou fã do trabalho dessas meninas, pois elas trabalham com um bom gosto incrível, um cuidado difícil de encontrar por aí, uma delicadeza de deixar todo mundo apaixonado e um preço ótimooooo – tem coisa melhor? Super indico para quem quiser fazer um evento fofo e cheio de personalidade.

E aguardem os próximos meses… A cada bolinho eu venho contar e mostrar a nossa comemoração, nossas gratidões e descobertas. Com todo o charme do Agora_Quero nos nossos próximos 12 bolinhos.

Veja mais posts sobreAgora_Quero chá de bebê decoração festa festas festas infantis
18 de Outubro de 2017

A escolha da “cama compartilhada” – Diário da Gravidez

Outra grande dúvida que eu tinha desde o início da gravidez era: Como a Julia dormiria nos primeiros meses? Escolhi não ter berço – em breve eu explico melhor sobre as escolhas que fizemos para o quarto dela -, mas para os primeiros meses eu precisaria de algum lugar mais seguro – afinal, nenhum recém nascido precisa já começar a ter noção de espaço e estímulos. As opções que encontrei para esse início foram: mini-berço, moisés, cama compartilhada, berço de Camping, a cama dos pais ou o próprio carrinho de bebê.

Quanto mais eu lia, mais confusa ficava. Esses assuntos de maternidade são um mundo totalmente gigantesco e desconhecido para quem não tinha passado por ele até então. Cada pessoa tem uma experiência e uma opinião diferente sobre determinada coisa. E para definir qual é a melhor opção, baseada na experiência de pessoas que nem conhecemos… É ainda mais difícil.

Depois de muito pesquisar e de muito pensar sobre vantagens e desvantagens, acabei escolhendo a cama compartilhada. Achei que seria mais confortável para mim no primeiro mês – que todo mundo já me avisou que é o mês do caos – e também uma maneira mais gostosa de ter a Julia bem pertinho da gente e dos nossos olhos.

Para isso, comprei o Next 2 me da Chicco (segundo produto que escolho da marca, o primeiro foi o carrinho). Sei que também chamam de cama compartilhada a escolha dos pais de deixarem o neném entre eles, na mesma cama. Eu não tenho nem vontade e nem coragem de fazer isso, pois eu me mexo demais durante a noite e tenho pavor de imaginar que poderia machucar a Julia nessas minhas mexidas. Então, acabei escolhendo esse mini bercinho, que pode ficar aberto, colado na nossa cama, mas garantindo a segurança da nossa filha.

Achei a proposta do bercinho bem legal, pois durante o dia ele pode ser facilmente transportado para outros lugares da casa, dá para fechar e virar um mini berço e durante a noite, acredito que facilitará a minha vida quando for amamentar. Ele é muito levinho, bonito e tem o tamanho ideal para encaixar ao lado da nossa cama. A única “desvantagem” dele é que o preço não é dos mais “amigos” (compramos o nosso na Abracadabra ), mas como foi o que eu mais gostei, decidimos levar mesmo assim (todas as opções de cama compartilhada que pesquisei, custavam mais ou menos a mesma coisa). Achei um vídeo que mostra bem como a caminha compartilhada que escolhemos funciona:

Tenho compartilhado nossas escolhas aqui no blog, pois da mesma maneira que uso outros blogs para buscar inspiração e ajuda nas escolhas que tenho feito durante a gravidez, acho que posso acabar também inspirando futuras mamães por aqui. Esse mundo é tão grande, que acredito que quanto mais informações a gente  conseguir encontrar, melhor vai ser para quem vier depois. =)

Sei que um berço normal para o quarto da Julia custaria o mesmo valor – ou até mais barato – que a cama compartilhada e que ela usaria por muito mais tempo, mas não é o que eu escolhi para ela. E nem sempre o melhor preço será a melhor opção. Tenho procurado buscar o equilíbrio de tudo. Alguns investimentos são realmente necessários (para a gente) e em outros casos estamos buscando alternativas mais em conta. Ainda essa semana eu venho contar melhor as opções que fizemos para o quartinho dela.



Veja mais posts sobre baby cama compartilhada Diário da gravidez gravidez Julia Julinha maternidade quarto de bebê