30 de Julho de 2017

Creme que escolhi para evitar estrias na gravidez

Um grande fantasma na gravidez são as estrias. Lembro que logo na minha primeira consulta com a obstetra ela já passou uma lista de cremes indicados para esse probleminha durante a gestação. Mas ela também deixou claro que a genética é muito importante nesse momento, pois quem tem tendência a ter estria, não vai ter creme milagroso que resolva.

Além da lista da minha médica, fui conversar com amigas que tiveram filhos recentemente, para saber quais cremes elas usaram e se tinha funcionado. Também busquei relatos e opiniões de outras grávidas pela internet.

Duas amigas minhas disseram que usaram um creme de ureia e que tinha sido maravilhoso, pois não deixou nenhuma marquinha na barriga, nem seios delas. Hummmmmm… Gostei demais daquelas informações e fui atrás do creme indicado por elas. Comprei e fui feliz da vida para casa.

O que deveria ter feito antes de comprar, acabei fazendo apenas depois. Escrevi no grupo de gestantes da minha obstetra – ela criou um grupo maravilhoso no Whatsapp com todas as grávidas dela – sobre o creme que havia comprado e umas duas meninas falaram que era melhor eu ver com a médica antes de usar, pois dizem por aí que ureia não é muito legal na gravidez.

Enquanto a minha obstetra não respondia, fiquei fazendo pesquisas no Google e vi que realmente a polêmica sobre isso é grande. Alguns dizem que a quantidade no creme é bem pequena e não tem problema usar. Outras pessoas dizem que não é uma fórmula ideal para gestantes. Na embalagem do produto tem um aviso mandando consultar o médico sobre o uso.

Quando a minha médica respondeu, ela disse que não existem ainda estudos que realmente proíbem a substância para o uso de gestantes, mas ela disse que sempre existe o risco de chegar até o bebê. Ela recomendou o uso de cremes próprios para grávida, pois esses já possuem todas as substâncias testadas e aprovadas para gestantes.

Segui o conselho dela e guardei o creme que já tinha comprado e que possui o prazo de validade para o final do ano que vem – vai dar para usar depois que a Julinha nascer. Resolvi fazer mais uma pesquisa com outras amigas grávidas e escolhi um outro creme – próprio para gestantes – indicado e muito elogiado por elas – Mustela.

Já estou usando há três meses e agora que a minha barriga realmente começou a crescer, ainda não nasceu nenhuma estria – e espero que continue assim até o final. Muitas grávidas relatam que já nos primeiros meses começam a ter estria nos seios e na parte de baixo da barriga, mesmo passando muitos cremes. Acho que tanto a escolha de um bom produto e de uma pele mais elástica é que fazem com que essas chatinhas não apareçam. Mas se aparecer também, o melhor é relaxar e cuidar depois que o neném nascer. Algumas marcas não são tão ruins quanto outras e as rugas de alegria no rosto e as estrias da gravidez são dessas que não vou me importar se aparecerem na minha vida.




Veja mais posts sobrebeleza estria estrias gravidez tratamento