02 de Fevereiro de 2017

La Bombonera e o Megatone – Meu mico no estádio do Boca

É claro que eu, que me dizia uma grande entendedora de futebol, não poderia sair do La Bombonera sem um miquinho básico para entrar na história, não é mesmo? Estava dando uma olhada em fotos antigas e quando vi o álbum da minha primeira visita ao país dos hermanos, fiquei rindo sozinha ao me lembrar do que aconteceu no estádio do Boca.

Estávamos fazendo a visitação, fomos conhecer o campo, as arquibancadas, cada pedacinho daquele estádio cheio de história. O La bombonera é realmente incrível. Fiquei imaginando a pressão que deve ser jogar naquele gramado, com a torcida fazendo um verdadeiro caldeirão.

Tudo ia maravilhosamente bem até que caímos na lojinha do Boca. Estava viajando com meus pais e Vinicius.

– Ah, não posso sair daqui sem uma camisa, né? – avisei.

Naquela época, eu gostava tanto de futebol, que estava montando uma verdadeira coleção de camisas dos mais mais diversos times do mundo.

– Besteira, Nanda! – Minha mãe foi logo me cortando.

– Não é, não! Eu adoro futebol, estou fazendo a minha coleção e além de estar aqui, também adoro o Boca! Não dá para sair daqui sem um dessa.

Vinicius me olhou desconfiado. Sim, eu adorava futebol. Sim, eu tinha um blog para falar sobre esse esporte. Mas antes do Bela da Bola, eu acompanhava apenas o Flamengo e o Manchester. Como poderia ter me apaixonado tanto assim pelo Boca com apenas quatro anos de blog, sendo que nem mesmo escrevia sobre o clube?

– Juro que eu gosto, Vi!

– Hum… De qual jogador você quer a camisa? – Perguntou.

Olhei em volta da loja, tentando disfarçar o máximo possível, quando vi uma camisa perto do caixa, com a resposta para aquela pergunta.

– Eu quero a do Megatone!!!! – Falei em alto e bom som.

Vinicius caiu na gargalhada e olhou para os lados para ver se alguém tinha escutado o que eu falei.

– Falei besteira, né? – perguntei já me sentindo um pouco constrangida.

– Megatone!! Megatone!! – Vinicius repetia sem conseguir parar de rir. – Quero a camisa do Megatone!

Não pude deixar de rir também e de morrer de vergonha. Só depois que percebi sozinha que Megatone na verdade era o patrocinador do Boca. Mesmo assim, levei a camisa para casa. E nunca mais esqueci dessa história.



Veja mais posts sobreArgentina Boca Buenos Aires La Bombonera Megatone mico micos