01 de Outubro de 2016

Não gosta de ler, Caio Castro?

Nessa semana saiu uma matéria do Caio Castro falando que vai lançar um livro sobre uma viagem que fez, mas que ele não gosta de ler. Não tem tempo, a vista cansa. Sério? Ele também já disse que não gosta de teatro, nem de fazer, nem de assistir. Uma pena as duas declarações. Ele já não é mais tão menino para dizer certas coisas assim, “sem pensar”.
caio-castro-livro
Muitas pessoas convivem com aquela rotina de trabalhar durante toda a semana e ainda realizar diversos afazeres no tempinho que sobra do dia. Os finais de semana são sagrados para o lazer e o descanso. Então, é mais do que comum eu escutar aqui e ali alguém dizendo que não tem tempo para ler. Mas um escritor? Infelizmente também já ouvi de alguns deles. E não, não apenas do Caio Castro.
Leitora compulsiva e viciada que sou, não consigo entender essas declarações. O motivo? Sou completamente apaixonada pelos livros e como eu disse ontem, procuro sempre apresentar o mundo literário para todos aqueles que ainda não descobriram o gostinho da leitura.
Li algumas discussões sobre a declaração do Caio Castro, mas não concordei com todas. Alguns criticavam a editora que está lançando o livro dele. Sabe, apesar de também ser uma romântica quando se fala sobre livros, sei que eles são um produto. E assim como todo produto, quem trabalha com isso quer vender.
Agora, o erro eu acho que está no Caio Castro, ao encher a boca para falar que não gosta de ler. Ele é uma pessoa pública, que querendo ou não influencia uma quantidade enorme de adolescentes que são fãs do trabalho dele. Então, como ele já não é mais um menino, acho que precisava ter mais responsabilidade com as coisas que diz por aí. Será que ele acha mesmo que é tão bacana influenciar para o “mal” ao invés de dar bons exemplos? É melhor a fama de “falo o que penso e continuo ganhando papel como protagonista porque sou lindo”? A beleza acaba, o talento não.
Quem ainda não criou gosto pelos livros, não deixe essa oportunidade passar. Livros são maravilhosos, companheiros para lugares chatos, verdadeiros passaportes para outros mundos e amigos inesquecíveis. Vamos torcer para que o Caio Castro leia pelo menos o seu próprio livro e assim, quem sabe, ele acabe se interessando por outros que existem por aí.
Veja mais posts sobreCaio Castro livro livros polêmica