19 de Outubro de 2015

Por que temos dor de cabeça? – Por Glória Belém

Nosso corpo é um instrumento de mudança se a gente quiser utilizá-lo para isso. É um código aberto para decifrarmos e começarmos a agir de maneira diferente. Olhar para nossos sintomas é como ler um livro sobre nossa vida só que podemos reescrevê-lo a partir de algumas mudanças. As pessoas que sofrem de enxaqueca e dor de cabeça são muito orgulhosas, não gostam que ninguém mande nelas ou as controlem. Não permitem que seu espaço seja invadido por ninguém. Não relaxam aos prazeres porque precisam estar sempre alerta com tudo à sua volta. Até mesmo do sexo elas têm medo por limitações morais.
dor de cabeça
Vamos mudar. Procurar viver uma vida mais solta. Não usar a razão o tempo todo. Tornar as coisas mais suaves. Na próxima vez que você tiver uma dor de cabeça, pare um pouquinho e reflita sobre o que está acontecendo ao seu redor.
Pergunte-se se alguém ou alguma coisa te contrariou. Procure saber lá dentro de você se sentiu-se desconsiderado por alguém de quem você esperava mais atenção.
Pense sobre sua conduta, procure perceber o quanto inflexível você está sendo consigo e com o outro. Se você fizer essa reflexão e se propuser a mudar sua forma de ver o mesmo problema verá como a dor irá desaparecer.
Lembre-se, você é orgulhoso, muito orgulhoso, é difícil modificar os seus pensamentos, mas é possível. Praticar isso, diariamente, te levará a se livrar desse sintoma. É uma questão de exercício. Experimente. É preciso paciência.
Uma outra dica: se você não gosta de estar em um determinado lugar procure algo de bom nele, não resista em experimentar novamente o mesmo lugar e não resista ao que te fez evitá-lo. Tente apenas acessar um caminho diferente. Se divirta mais, se solte, não fique remoendo o que passou. Sua inflexibilidade e orgulho podem ser devidamente trabalhados se você quiser.
Veja mais posts sobredoença dor de cabeça enxaqueca