21 de Dezembro de 2015

Quantos anos você tem?

Por que as pessoas têm uma necessidade tão grande de serem sérias o tempo todo? Tento observar, entender, mas não consigo. Lembro tão bem de quando tinha 14 anos e ouvia vários amigos da escola dizendo que eu parecia ser bem mais nova, pois não tinha vergonha de brincar, de dizer que adorava assistir Chiquititas e até de cantar as músicas da novelinha, com coreografia e tudo (risos!). Vergonha? Vergonha de quê?

Peter Pan


Com 14, ainda não queria ser adulta como a maioria das meninas quer. Claro, também gostava de paquerar, de ter minhas paixões platônicas, chorar de amor, mas também adorava andar de patins, bater pique e ficar no play até não poder mais.

Cresci e continuei a brincar. Com 17, 18, nos últimos anos da escola, amava achar amigos que se rendiam aos meus convites para jogar taco, imagem e ação, bola d’água e até bandeirinha. Deixava de lado todos aqueles que achavam que era brincadeira de criança, que não tínhamos mais idade para brincar.

Ah, e a faculdade? Quem disse que eu parei? Fico rindo sozinha quando lembro de um dia, que resolvi fazer aquele convite tão “a minha cara” para os meus novos amigos. Meus pais tinham viajado e, como todos os jovens que ficam sozinhos em casa, chamei meus amigos para irem para lá. Mas o convite tinha uma peculiaridade enorme com o que todo mundo estava acostumado, no lugar da tradicional “festinha”, uma noite de brincadeiras. No início, todo mundo estranhou. Brincar? Fala sério! Mas lá foram eles… E até hoje tenho recordações deliciosas daquele dia. Foi tão legal ver meus amigos virando crianças junto comigo. Foi uma noite de mímicas, blefe de mestre, twister e até pique esconde em um apartamento micro, que rendeu gargalhadas de fazer a barriga doer.

O tempo passou, mas a minha vontade de brincar não passa e acho que nunca vai passar. Sei que sempre vou encontrar olhares tortos, pessoas dizendo que preciso crescer, mas não troco a bagunça, cantoria, felicidade, para ser igual a todo mundo.

Acho que quando a gente decide levar a vida de maneira mais leve, tudo fica mais fácil. Os amigos não são apenas contados nos dedos, eles se multiplicam cada vez mais. As pessoas do bem ficam cada vez mais próximas, as más não aguentam tantas gargalhadas. Os momentos simples, se tornam inesquecíveis. E a vontade de brincar se eterniza.

Deve ser por isso que Peter Pan sempre foi o meu personagem favorito. Como ele diz: ““Pensamentos felizes fazem a gente voar.” e eu quero voar para sempre. A idade pode continuar passando, mas a minha alma sempre vai ser de criança. Mais alguém me acompanha?

Veja mais posts sobrebrincadeiras brincar Idade Peter Pan