04 de Novembro de 2017

Expectativa x Realidade da maternidade

Hoje eu fiquei um bom tempo pensando sobre a expectativa x realidade da maternidade. Como assim? Confesso que desde antes de engravidar eu tenho algumas expectativas sobre como quero criar minha filha, sobre todas as coisas que quero ensinar para ela e sobre a pessoa que quero ser depois que ela chegar ao mundo. Mas hoje eu fiquei pensando – Será que na realidade conseguirei ser tudo o que eu quero?

Além de sempre ter lido muito sobre esse tema, também tinha o hábito de observar como as minhas amigas educavam seus filhos. É sempre bom a gente usar exemplos de pessoas reais sobre as coisas que nós queremos fazer igual e também sobre o que queremos fazer diferente. Ia fazendo anotações mentais de tudo que copiaria e do que descartaria.

Quando engravidei, comecei a colocar aquela listinha de “regras” para fora. Dividi com Vinicius, com alguns amigos e com meus pais tudo aquilo o que eu queria. É claro que ouvi palpites – como sempre – e críticas. Mas na minha cabeça, quem manda sou eu – e o Vi, claro! – , todo o resto são apenas palpites e opiniões, que eu ouço se quiser.

Na minha lista de expectativas estão:

  • Só comer chocolate depois de dois anos
  • Não oferecer nenhum tipo de besteira para a Julia comer durante alguns bons anos
  • Só deixar assistir televisão também depois de 2 anos e nada dos hipnotizantes estilo Galinha Pintadinha
  • Ler muito para a Julia (essa eu acho que será a mais fácil de todas)
  • Não educar pelo caminho mais fácil, mas pelo que eu realmente acho que é certo
  • Não deixar a Julia me vencer pelo cansaço
  • Não passar os meus medos e receios para ela
  • Ser o mais presente possível

E por aí vai…

Mas hoje eu fiquei pensando sobre tudo isso.  Eu realmente posso tentar seguir o meu plano, mas quero estar preparada para não me frustrar caso algo não saia como o planejado. Sei que a Julia terá tias, tios, avós, avôs, primas, primos e que eu não vou ficar como um leão atrás dela o tempo inteiro. Nem todo mundo vai pensar da mesma maneira que eu e vou ter que respirar fundo antes de sair jogando pedras se algum docinho escapar quando eu não estiver de olho – apesar de isso ainda me dar calafrios só de pensar.

Também acho que posso cuspir para cima e me acertar assim que ela nascer. Não sei se tudo vai funcionar com a Julia, não sei se o meu nível de cansaço um dia pode estar tão, tão alto, que uma galinha pintadinha seja a salvação. Simplesmente não sei. Expectativa x realidade são coisas bem diferentes e não quero ser tão dura comigo ao ponto de ser a minha principal julgadora quando a Julia estiver por aqui. Acho que não existe maternidade perfeita. O que vou tentar é fazer o melhor que eu conseguir.




18 de Março de 2017

O Aluno – filme que todos precisam assistir na Netflix

Sabe aquele dia preguiçoso, que você quer achar um filme maravilhoso na Netflix para assistir? Estava exatamente dessa maneira. Fui passando os filmes no catálogo sem que nada despertasse o meu interesse, até que apareceu a sugestão do filme O Aluno. Gostei do nome, da capa e da sinopse:

“Neste filme baseado em fatos reais, um queniano de 84 anos aproveita uma oportunidade para aprender a ler e se inscreve em uma turma com criança de seis anos”

A Netflix nunca dá a dimensão exata do filme. Mas confesso que eu acho isso ótimo, pois quando eu vou com muita sede ao pote, normalmente me decepciono. E dessa maneira, sem criar muita expectativa, é quando eu realmente me surpreendo.

Estava meio sonolenta, cheguei até a pensar em colocar o filme para dar aquela sonequinha boa. Mas alguma coisa não deixou que eu fizesse aquilo antes de dar uma olhada no início da história, para pelo menos ter ideia se era boa ou não. É claro que depois de ter começado, foi impossível parar de ver.

O Aluno é aquele tipo de história que emociona, que deixa a gente com um pouco mais de esperança nas pessoas. Percebemos que uma andorinha só consegue fazer verão, sim. É claro que se outras se juntassem, seriam movimentos muito maiores. Mas é sempre bom continuar acreditando que dá para fazer a diferença, mesmo quando se está só.

Recomendo O Aluno para todos. Você vai sentir o coração mais quentinho, principalmente por saber que é uma história baseada em fatos reais. Educação é a solução para muitos dos problemas que enfrentamos. Ela é capaz de mudar o mundo.

 





*O título da Netflix está diferente de como foi traduzido para DVD. Por isso, na foto o nome do filme é outro, mas é a mesma história.

Veja mais posts sobre educação escola filme filmes Netflix O aluno