14 de Dezembro de 2017

Instagram de Bebês – Por que eu fiz um para a Julia?

O único Instagram de bebês que eu segui até hoje foi o da Valentina, filha da Mirela e do Ceará. Morro de rir com as tiradas da menina. É uma figurinha desde pequena. Não pensava em fazer um para a Julia. Mas depois de começar um diário para ela e não escrever com tanta frequência – na verdade, escrevi pouquíssimo -, tive a ideia de fazer um Instagram para escrever todos os dias sobre o desenvolvimento dela.

É uma coisa bem simples. Decidi colocar uma foto por dia para ver as mudanças diárias dela e ao mesmo tempo eu vou contando bem resumidamente o que ela fez de diferente naquele dia – como a Julinha está com apenas duas semanas e meia, a vida dela ainda não é muito agitada… Risos!

A ideia do Instagram da Julia é a mesma do diário que eu comecei a fazer. É uma recordação tanto para a gente quanto um presente para quando ela ficar mais velha. Minha mãe fez isso para mim quando eu nasci e eu AMEI!! Adorava ler sobre o meu crescimento, os recados das pessoas para mim… Naquela época, nem internet existia, foi em um caderno mesmo. Mas vamos combinar que em tempos de tudo online, o diário no Instagram acabou facilitando a vida, não é mesmo?

Fica aí a sugestão e a ideia para que outras mamães possam fazer para os seus pequenos. Uma amiga minha preferiu fazer um e-mail para o filho dela. Ela manda fotos e cartinhas e vai dar a senha para ele quando ele fizer 18 anos. A minha ideia é “dar” para a Julia o controle do dela quando ela começar a se transformar em adolescente. Ela vai poder ler sobre tudo o que aconteceu com ela quando era um bebê e criança e vai poder seguir com o álbum da vida dela da maneira que achar melhor. Espero que o Instagram passe a oferecer algum serviço de imprimir todas as fotos e legendas em uma espécie de scrapbook – se alguém conhecer algum serviço assim, me avisa!!! -, pois seria uma delícia poder imprimir todos os anos da Julia para guardar por aqui a versão física também. Ah, se você quiser seguir o álbum da Juju, é só clicar aqui.

Veja mais posts sobrediário Instagram Julia Julia todo dia
11 de Dezembro de 2017

Chupeta – dar ou não dar?

Se tem um mundo cheio de dúvidas, opiniões e as mais diferentes experiências é o da maternidade. São muitas decisões que precisamos tomar quase diariamente e muitas vezes nos sentimos perdidas sobre o que fazer – pelo menos é assim que me sinto. A mais recente dúvida foi sobre a chupeta – dar ou não dar para a Juju?

Sinceramente, nos 15 dias de vida dela eu senti necessidade da chupeta em duas ocasiões. Por coincidência nos dois últimos sábados. Foram dias que ela praticamente se transformou em outro bebê. Normalmente ela é bem calminha, tranquilona. Mas nesses dois dias  ela ficou bem agitada e colada no meu seio. Parecia que não conseguia dormir, ficava estressada e quando saía do peito – que nem sempre ela mamava, mas usava como chupeta – começava a chorar. Era apenas o tempo de colocar para arrotar para que logo em seguida tivesse que amamentar de novo.

Conversei com a pediatra da Julia e ela disse que aquela era uma decisão nossa, não era uma decisão médica. Mas ela – como mãe – não é favorável ao uso da chupeta e até escreveu um post no blog dela sobre isso.

Nesse último sábado eu cheguei a ferver a chupeta em um momento de – não estou aguentando mais colocar no peito a cada vinte minutos!!! Mas ainda não foi uma decisão definitiva sobre dar ou não.

Resolvi pedir ajuda de outras pessoas sobre o uso da chupeta. Pedi para que os amigos contassem no meu Facebook suas experiências sobre essa decisão e mais uma vez fiquei totalmente dividida. Quem usa relatou não ter tido nenhum problema – nem de amamentação, nem de dentes, nem de nada. Quem não usa contou sobre os problemas que a chupeta causa e que por isso escolheram não usar.

Eu confesso que era quase totalmente contra a chupeta enquanto estava grávida, mas não imaginava esse tipo de agito do bebê. A decisão sobre dar ou não chupeta ainda não está resolvida, porque – graças a Deus – a Julia só foi agitada mesmo aos sábados. Mas se ela tivesse esses dias de usar o peito como chupeta em dias seguidos, eu não teria aguentado e já teria tomado a decisão. por enquanto, ainda está dando para segurar a onda. As chupetas já estão fervidas e guardadas para um momento de – não dá mais. Vamos ver se vou precisar ou se vou seguir com a ideia inicial de não usar a chupeta. Se quiserem dividir comigo a experiência de vocês, vou adorar ler!!

Veja mais posts sobre bebê chupeta Julia maternidade