24 de Maio de 2017

GranoMio – Massas artesanais deliciosas em Niterói!!!

Desde que vi o letreiro da GranoMio em uma casinha muito fofa, comecei a ficar curiosa para saber o que seria aberto ali. Um restaurante? Uma loja? Curiosa que sou, corri para a internet para pesquisar e descobri que se tratava de uma loja de massas artesanais, com cozinha no local e entregas Delivery. Pesquisando um pouco mais, comecei a ver que eles já faziam entregas e que os elogios eram unanimes. Pronto. Isso foi o suficiente para que eu começasse a desejar experimentar as massas da GranoMio.

Algum tempo depois, enquanto passeávamos com a Valentina, vimos que a loja já estava funcionando e através de um janelão de vidro que dá para a rua, vimos os cozinheiros preparando as massas. Não preciso nem dizer que já fiquei com água na boca, não é mesmo?

Nesse final de semana, não teve mais jeito e resolvemos matar a curiosidades. Fomos até a loja para conhecer os produtos feitos por eles. Estava decidida a comprar a lasanha de queijo e presunto, mas descobri que eles não tinham naquele dia. Escolhemos então um nhoque de bolinhas de batata baroa recheadas com queijo Gruyère e Conchigliones recheados com camarão, Catupiry e alho-poró.

As massas não são prontas, elas precisam ser finalizadas em casa. Resolvemos levar dois molhos de tomate, que segundo a responsável pela loja, precisava ser usado inteiro em cada uma das massas para que não ficassem secas.

E o que achamos da GranoMio?

Como o tempo de preparo das duas massas era um pouco diferente, dividimos as duas. Experimentamos primeiro o nhoque e eu me surpreendi demais com a leveza e o sabor. Era muito, muito levinho e simplesmente MARAVILHOSO!!

Depois dividimos o Conchiglione e também achamos DIVINO!!! O recheio de camarão, alho poró e catupiry era bem temperadinho e a massa, assim como o nhoque, era muito leve!! Ficamos encantados.

A única coisa que não foi totalmente perfeita foi a escolha do molho de tomate rústico. Achamos que o gosto pesou muito nas duas massas – ficamos em dúvida se foi pela quantidade muito grande em cada uma delas, acho que dava para ter dividido uma garrafinha nas duas sem que ficasse seco – ou se realmente foi o tempero que não combinou muito com as nossas escolhas. Vinicius até comeu tudo com o molho, mas no segundo prato, resolvi tirar o molho e colocar apenas a massa para mim.

Mas acho que isso é uma questão de gosto muito pessoal, pois sei que algumas pessoas amariam essa mesma combinação.

Quero muito provar as outras massas e molhos da GranoMio. Sem dúvida alguma essa passará a ser a nossa escolha quando sentirmos vontade de comer uma massa fresca. Os dois que provamos foram realmente MUITO gostosos e deixaram um gostinho de quero mais.

Ps: Infelizmente a fome estava negra e esquecemos completamente de tirar uma foto para o blog! Falha nossa e sorte que consegui achar essas duas na internet!

Veja mais posts sobredelivery GranoMio loja massas Niterói restaurante restaurantes
23 de Março de 2017

Entardecer no Gragoatá – Niterói

Um dos lugares mais bonitos de Niterói é o Gragoatá. Caminhar pelo calçadão, sentar em um dos quiosques para tomar uma água de coco e ficar contemplando a vista maravilhosa do Rio de Janeiro e também da nossa cidade, é uma delícia.

Essa é uma das coisas que eu mais gosto de fazer – ir para o Gragoatá no entardecer. Fico completamente apaixonada pela vista. Posso ir todos os dias sem enjoar. É como se a cada novo dia, uma nova pintura acontecesse bem ali, na minha frente. A cada piscar de olhos, novas tintas são jogadas na tela.

O dia hoje não estava dos mais limpos, mesmo assim pedi para Vinicius ir comigo ver o pôr-do-sol. Mesmo com as nuvens o entardecer no Gragoatá foi lindo e rendeu fotos maravilhosas.

Entardecer no Gragoatá

Ah, a igrejinha da Ilha da Boa Viagem! Mesmo morando em Niterói há 34 anos, eu nunca fui nessa igrejinha – ela ficou fechada durante vinte anos e reabriu para visitação no ano passado, mas não sei se continua. Vou buscar essa informação tanto para visitar, quanto para contar para vocês.

Pelo que eu andei pesquisando, acho que essa ilha da Boa Viagem divide o bairro da Boa Viagem do bairro Gragoatá – me corrijam se eu estiver errada!! =) – . Sempre achei essa igreja linda, mas nunca soube a história dela. Apenas recentemente eu descobri que a Igrejinha que fica no topo da ilha é virada para o mar, pois no século XVIII, os padres davam dali do alto as bençãos para os marinheiros que iam seguir viagem. Lá também aconteciam despedidas das famílias dos militares que ficavam acompanhando a saída deles pelo mar.

Até a Valentina se apaixonou pela vista da cidade! Ela não é boba, né? Ama passear pelo Gragoatá! <3

E o MAC? Tão lindo!!

É até difícil parar de fotografar, né?

Tem também os pequenos detalhes…

Atrás dessa ilha também existem ruínas de um pequeno forte, erguido entre 1690 e 1702, que servia como ponto de observação para a defesa do litoral e controle de navegação na Baía de Guanabara. Você sabia? Não tenho certeza, mas desconfio que essas escadinhas devem ter feito parte dele.

Surra de foto e impossível escolher uma só! Gragoatá e Boa Viagem… <3

O céu não estava limpo, mas as nuvens não deram todo um charme?

Nem Vinicius resistiu e também fez os registros dele…

Esse céu rosinha… <3

A Valentina gostou tanto, que mesmo quando estávamos no carro, ela continuou observando a paisagem. Quem resiste, não é mesmo?

Foram MUITAS fotos!! Tudo que é bonito vale a pena compartilhar. Esse é um programa que você não precisa de dinheiro para curtir e é lindo demais!! Sozinho, acompanhado… Não importa! Passear pelo Gragoatá, pela Boa Viagem é um colírio para os olhos e uma maneira de sentir aquela felicidade gostosa. É um passeio que faz bem para a alma e para o coração.



Veja mais posts sobre Boa Viagem fotos Gragoatá Niterói Turismo viagem viajar