05 de Julho de 2017

Minha Vida Não Tão Perfeita – Sophie Kinsella

“Acho que finalmente descobri como me sentir bem em relação à vida. Sempre que vir alguém muito feliz, lembre-se: essa pessoa também tem os seus momentos não tão perfeitos. Claro que tem. E, sempre que você vir sua própria situação não tão perfeita, se sentir desesperado e pensar: minha vida é só isso?, lembre-se: não é. Todo mundo tem um lado brilhante, ainda que seja difícil de encontrar, às vezes”.

Que livro! Não poderia ser muito diferente vindo da minha amada Sophie Kinsella. Minha Vida Não Tão Perfeita é uma leitura excelente para esse momento que estamos vivendo no mundo. Até falei sobre isso aqui no blog esses dias… 

Estamos vivendo uma época de aparências. Parece que ser imperfeito, não ter uma vida de luxo, de experiências incríveis… É um grande pecado! No Instagram, milhares de pessoas ao redor do mundo postam fotos das melhores partes de seus dias e fazem com que outras pessoas acreditem que elas só vivem coisas boas.

Muita gente esquece que a vida de ninguém é perfeita o tempo todo. Todos precisamos enfrentar obstáculos, preocupações, momentos não tão gloriosos e por aí vai. Seja a pessoa mais rica, mais famosa do mundo ou a mais pobre, mais desconhecida do planeta… Todos terão seus bons momentos e os ruins também.

O grande problema que acontece hoje é que alimentados por ilusões de vidas perfeitas, muitas pessoas sofrem – como a personagem do livro da Sophie Kinsella – por viverem uma vida dura, sem ter seus momentos de alegria. O que é uma grande mentira. Mas as pessoas ficam tão obcecadas por tudo o que o outro tem e que ela parece que nunca vai alcançar, que acaba deixando escapar momentos felizes. Simplesmente por comparar a sua vida com as fotos no Instagram de outras pessoas.

Em Minha Vida Não Tão Perfeita é exatamente isso que acontece. A personagem principal vive tentando fingir – pelo Instagram – que a sua vida é tão maravilhosa quanto a das pessoas que ela admira. Ela é mais preocupada com a aparência do que com o que ela realmente tem de bom. E com o passar da história ela vai percebendo que tudo aquilo que ela criou para outras pessoas, não é exatamente aquilo que ela pensava.

E a vida é mesmo assim. Não é tão perfeita para ninguém e ao mesmo tempo tem momentos de grande felicidade para todo mundo. Seria muito mais legal – e humano – se todos os influenciadores digitais, famosos e pessoas que possuem um grande número de seguidores, mostrassem não só o lado bom da vida, mas também o lado real.

Uma amiga uma vez disse que ninguém quer acompanhar coisas sem glamour. O que eu acho uma grande bobeira! É claro que é legal ver todos os tipos de realidade. Mas acho que seria mais legal ainda se mais vidas não tão perfeitas fossem exibidas por aí. Talvez, menos pessoas estivessem em depressão, menos pessoas se sentiriam frustradas por não alcançarem aquilo que elas imaginam ser o ideal. Acredito – e sempre acreditei – que todos devem buscar seus sonhos. Mas percebo que muita gente confunde isso com buscar ter a vida do outro. Sendo que isso nunca será possível alcançar. Cada pessoa é única. Os sonhos pertencem aos que possuem a capacidade de sonhar. Querer viver o sonho do outro é besteira! Nenhuma vida é perfeita e você só vai ser feliz se decidir buscar a sua felicidade e não uma felicidade que não existe fora das redes sociais.

Veja mais posts sobreleitura livro livros Minha Vida Não Tão Perfeita Sophie Kinsella
09 de Fevereiro de 2017

Becky Bloom ao Resgate – Opinião

Outro dia estava olhando os lançamentos na Amazon quando me deparei com Becky Bloom ao Resgate. COMO ASSIM? A minha amada, idolatrada, salve-salve Sophie Kinsella tinha publicado um livro novo e ninguém tinha me avisado?! Como isso foi acontecer? É óbvio que não pensei duas vezes e comprei o livro no mesmo instante. Com a mesma velocidade eu comecei a ler. E o que falar dessa história?

Bom, Sophie Kinsella tem um talento que é para poucos: O absurdo se transforma em totalmente possível. Simples assim. Becky Bloom é a personagem mais doidinha da literatura, desde o primeiro até o oitavo livro da série ela passa pelas situações mais surreais que alguém poderia criar, mesmo assim a gente consegue imaginar aquilo acontecendo. Acho que não é só comigo que isso acontece, é?

Em Becky Bloom ao resgate, a nossa protagonista favorita de todos os tempos vai para Las Vegas em uma aventura com toda a família para procurar o pai. Gente, a história é tão, tão engraçada, que diversas vezes eu passei vergonha na academia, na rua ou em qualquer outro lugar que eu estivesse lendo o meu e-book, pois era impossível segurar a gargalhada.

Consegui visualizar cada uma das cenas, imaginar todos os detalhes e as ideias mirabolantes da Becky. Sem contar com as risadas que eu dava com os e-mails que abriam ou terminavam alguns capítulos. Sophie Kinsella tem um dom que é para poucos. Admiro demais essa autora e acho que a Becky precisa de mais uns cem livros antes que me canse dela.

Se você já leu os livros da série, corre para garantir o Becky Bloom ao Resgate e se ainda não conhecer nenhuma história dessa autora fantástica, não perca mais seu tempo e garanta qualquer um deles o quanto antes. Já fiz uma lista aqui no blog dos meus livros favoritos dela. Se quiser uma ajuda, é só conferir aqui. 



Veja mais posts sobre Becky Bloom Becky bloom ao resgate leitura livro livros opinião Sophie Kinsella