30 de Julho de 2017

Creme que escolhi para evitar estrias na gravidez

Um grande fantasma na gravidez são as estrias. Lembro que logo na minha primeira consulta com a obstetra ela já passou uma lista de cremes indicados para esse probleminha durante a gestação. Mas ela também deixou claro que a genética é muito importante nesse momento, pois quem tem tendência a ter estria, não vai ter creme milagroso que resolva.

Além da lista da minha médica, fui conversar com amigas que tiveram filhos recentemente, para saber quais cremes elas usaram e se tinha funcionado. Também busquei relatos e opiniões de outras grávidas pela internet.

Duas amigas minhas disseram que usaram um creme de ureia e que tinha sido maravilhoso, pois não deixou nenhuma marquinha na barriga, nem seios delas. Hummmmmm… Gostei demais daquelas informações e fui atrás do creme indicado por elas. Comprei e fui feliz da vida para casa.

O que deveria ter feito antes de comprar, acabei fazendo apenas depois. Escrevi no grupo de gestantes da minha obstetra – ela criou um grupo maravilhoso no Whatsapp com todas as grávidas dela – sobre o creme que havia comprado e umas duas meninas falaram que era melhor eu ver com a médica antes de usar, pois dizem por aí que ureia não é muito legal na gravidez.

Enquanto a minha obstetra não respondia, fiquei fazendo pesquisas no Google e vi que realmente a polêmica sobre isso é grande. Alguns dizem que a quantidade no creme é bem pequena e não tem problema usar. Outras pessoas dizem que não é uma fórmula ideal para gestantes. Na embalagem do produto tem um aviso mandando consultar o médico sobre o uso.

Quando a minha médica respondeu, ela disse que não existem ainda estudos que realmente proíbem a substância para o uso de gestantes, mas ela disse que sempre existe o risco de chegar até o bebê. Ela recomendou o uso de cremes próprios para grávida, pois esses já possuem todas as substâncias testadas e aprovadas para gestantes.

Segui o conselho dela e guardei o creme que já tinha comprado e que possui o prazo de validade para o final do ano que vem – vai dar para usar depois que a Julinha nascer. Resolvi fazer mais uma pesquisa com outras amigas grávidas e escolhi um outro creme – próprio para gestantes – indicado e muito elogiado por elas – Mustela.

Já estou usando há três meses e agora que a minha barriga realmente começou a crescer, ainda não nasceu nenhuma estria – e espero que continue assim até o final. Muitas grávidas relatam que já nos primeiros meses começam a ter estria nos seios e na parte de baixo da barriga, mesmo passando muitos cremes. Acho que tanto a escolha de um bom produto e de uma pele mais elástica é que fazem com que essas chatinhas não apareçam. Mas se aparecer também, o melhor é relaxar e cuidar depois que o neném nascer. Algumas marcas não são tão ruins quanto outras e as rugas de alegria no rosto e as estrias da gravidez são dessas que não vou me importar se aparecerem na minha vida.




Veja mais posts sobrebeleza estria estrias gravidez tratamento
21 de Março de 2016

Testei “O Segredo dos óleos” do Lotufo

Meu cabelo andava bem castigado. Depois de muito sol, piscina e praia no final e início do ano, sentia que nada estava dando jeito. Para piorar ainda mais a situação, também resolvi fazer a minha balaiagem – que resseca ainda mais os fios. Confesso que há um bom tempo venho seguindo o cabeleireiro Lotufo nas redes sociais e fico sempre encantada com o brilho dos cabelos que ele trata. Um dia ele deu uma dica no instagram e eu resolvi testar. Como usar óleo no cabelo?

1- Passar bastante (uns 8 a 10 pumps) do óleo no cabelo, em todo o seu comprimento e pontas. Deixar agir por, pelo menos, 2 horas, podendo ser até a noite inteira. Depois lavar como de costume. Seu cabelo absorverá os nutrientes e ficará mais macio, sem ficar oleoso.
Comprei o Moroccanoil (90 reais o de 25ml) para testar. Dormi de um dia para o outro com o óleo no cabelo. A parte ruim é que esse que comprei não é de apertar. Fiz no olho, colocando pequenas quantidades na mão. Assim que lavei o cabelo quando entrei no banho, já senti a diferença.
2- Após lavar com shampoo, retire o excesso de água com uma toalha. Passe bastante óleo (de 6 a 8 pumps), penteie e aplique uma mascara, deixando por 5 min. Enxágue bem. 
Tive a impressão de que meu cabelo já estava mais macio. Usei o shampoo da L’occitane e a máscara John Frieda. Deixei agir por 5 minutos e quando tirei, o cabelo estava macio demais.
3- Assim que sair do banho, após secar o cabelo com uma toalha, aplique o óleo no cabelo e seque com secador ou deixe secar naturalmente. Nesta etapa você não vai exagerar na quantidade para não ficar oleoso, recomendo de 3 a 5 pumps.
Confesso que mesmo passando pouco óleo eu fiquei com medo de que o cabelo ficasse muito oleoso, mas não foi o que aconteceu. Além de muito cheiroso, ficou macio e com muito brilho.
4- A quarta e ultima etapa será quando seu cabelo já estiver seco ou escovado. Você irá passar pouco óleo, apenas para dar brilho e diminuir o frizz, mantendo seu cabelo seco e sedoso. Recomendo de 1 a 2 pumps apenas.

 Amei o resultado!!

O que eu achei ruim é que o óleo Moroccanoil é muito pequeno e caro. Deu para fazer apenas três vezes essa hidratação. Vou testar as outras marcas recomendadas pelo Lotufo. Para quem quiser fazer igual, são esses os óleos recomendados por ele.

óleos

Veja mais posts sobre cabelo cabelos Lotufo óleo óleo no cabelo tratamento