07 de Março de 2016

Teatro: Meninos e Meninas




Na semana passada eu estava olhando atualizações de amigos no Facebook, quando vi o pai do ator Matheus Costa divulgando a peça Meninos e Meninas que estaria em Niterói nesse final de semana. Mesmo sendo um espetáculo teen eu fiquei logo animada para ir. Morro de saudades dos tempos que eu trabalhava com produção cultural e mais ainda das pessoas que conheci nesse caminho. Já não via o Matheus e a família dele há quase dez anos, achei que seria a oportunidade perfeita para prestigiar o trabalho dele e rever essa família tão querida.

Apesar de me acompanhar em tudo, Vinicius não estava tão animado quanto eu. Ele achou que uma peça adolescente não seria um programa legal para fechar o domingão, mesmo assim decidiu me fazer companhia e lá fomos nós para o teatro. Já na chegada encontramos os pais do Matheus e ficamos batendo papo até a peça começar. Foi ótimo! Ainda reencontrei os produtores Afra e Leandro que eu também tinha conhecido na época que trabalhei com produção. Confesso que sempre que essas coisas acontecem eu sinto uma pontinha enormeeeeee de saudades desse trabalho.

meninos e meninas

Quando abriram as cortinas já fiquei encantada com a ideia do cenário, que é bem simples, mas que dá um movimento incrível ao palco. Não sou crítica de teatro, por isso não esperem uma avaliação profissional, vou contar como me senti como espectadora.

A peça já começa com música – e como cantam bem!! -, e logo de cara eu já fiquei emocionada. Achei tão lindo ver jovens tão comprometidos, tão cheios de energia, de talento e de vontade de fazer bonito. O elenco é enorme e acredito que nenhum deles tenha mais de vinte anos.

Juro que estava esperando um espetáculo bem adolescente – e é!! -, mas na minha cabeça seria algo como os textos teen da minha época. Pensei que seria algo no estilo Confissões de adolescente, do  Domingos de Oliveira, ou ainda alguma pegada no estilo de Confidências e Confusões Masculinas do Gustavo Reiz. Mas passou longe do que eu imaginava e pela primeira vez eu vi bem de perto quem são os jovens de hoje e fiquei emocionada mais uma vez.

meninos e meninas peça

Vinicius, que pensou que seria uma peça chata para a idade dele, chorou de rir em 90% do tempo. Os atores são ótimos, divertidos, o texto é cheio de humor, mas não deixa de mostrar o dia a dia dessa garotada. Eles falam de beijo na boca, responsabilidades, bullying, sonhos. E o final? Ah, gente! O final é tão, tão lindo que eu senti até uma pontinha de inveja de não ter sido eu a escrever aquele texto. Risos!

Saí do teatro com uma sensação tão boa e uma confiança de que essa geração pode dar muito certo. Uma galera cheia de vida, coragem, livre de preconceitos, unida e cheia de talento! Foi lindo de ver. E a última música, como ela foi cantada, como cada um foi falando… Que sacada boa do Afra e do Leandro! Vocês precisam assistir para entender – não vou dar spoiler aqui!

Meninos e Meninas matheus Costa

O Matheus, que eu tinha visto pela última vez com 8 anos, hoje – dez anos depois – me deixou surpresa com seu talento para o humor. Chorei de rir com ele durante todo o espetáculo. Fora dos palcos ele continua o menino lindo e educado que sempre foi. Mas não podia ser diferente com os pais tão queridos que ele tem a sorte de ter.

 Enfim, como podem perceber eu AMEI Meninos e Meninas e recomendo para todos vocês! Corram, pois o próximo final de semana será a última apresentação no Estado do Rio de Janeiro. Depois disso eles irão viajar pelo Brasil. Ontem ainda teve uma participação especial da Bianca – Boca Rosa -, que eu acompanho no Youtube. Essa também foi outra surpresa! Apesar de ter uma participação bem pequenininha na peça, foi legal ver que ela tem jeito no palco, nem parece que começou agora. Ela vai estrear a peça sobre a vida dela nos próximos dias – infelizmente não lembro exatamente o dia – e tenho certeza que será um sucesso!

boca rosa meninos e meninas