09 de Março de 2017

Tem semana que é chata

Sabe quando você não fez muito esforço físico, mas ainda assim se sente exausto? Tem semana que é muito chata. Os dias vão tirando pouco a pouco nossa energia, nossa paciência, nossa esperança, nossa vontade de transformar o mundo. A gente escuta aqui, escuta ali e vai perdendo um pouco da fé nas pessoas.

O negativo, o ódio, a raiva, o não pensar no outro, a falta de amor e empatia vão me deixando com vontade de fugir para as montanhas e ficar sem ler nada e sem falar com ninguém por alguns dias. Renovação de energia, sabe?

Apenas a natureza. 

Essa semana foi bem assim. O esgotamento é físico, não é só mental. Sinto como se tivesse participado de uma grande maratona.

E aí vou pensando… Será que o mundo ainda tem jeito?

A parte boa é que ainda existem aqueles que a gente não perde a fé. Aqueles que a gente se reconhece, que só de ler coisas boas que dizem já revigora a alma. Mas o que eu sinto é que estamos em um mundo pesado, um país cheio de gente que anda olhando para baixo. E não, não é para o celular. É para o seu próprio umbigo.

Coisas sérias são chamadas de “mimimi” e “mimimi” passam a ser chamados de coisas sérias. Como entender esse tipo de coisa?

A gente vai se encolhendo, se entristecendo e se perguntando “Continuar a falar? Para quê? Para quem?” O que eu antes escrevia, já não escrevo mais. Que as redes sociais sejam apenas um “jogar conversa fora” e que essa conversa seja sobre novelas, filmes, livros, amigos, ou um desabafo como esse, mas sem muito dizer. Apenas blablabla.

Se a gente diz muito, a cabeça vai pesar. No momento atual, debates viram agressões e ódio eterno. É melhor ser meio blasé. Fazer cara de paisagem e não emitir nenhum tipo de opinião. Ainda assim, tem semana que é muito chata. E essa é. Não poder falar é uma maneira de sentir essa energia indo embora também.

Mas tudo bem. É só a gente dar uma respirada na montanha.

Veja mais posts sobredesabafo semana semana chata