21 de Novembro de 2015

Tragédia em Mariana – quando as pessoas deixam de falar e passam a agir

A tragédia em Mariana vai ganhar agora mais do que postagens sobre ser ou não mais importante que o atentado de Paris. Diariamente a gente vê tanta coisa ruim na internet. Nas redes sociais tudo vira polêmica. E o que deveria provocar o lado bom e solidário das pessoas, acaba provocando uma guerra de opiniões e “achismos” sobre o que foi pior. Mas se de um lado existem pessoas dispostas a bater boca sobre o que os outros devem ou não sentir nesses momentos, de outro lado estão pessoas que preferem agir.

Amei descobrir que os publicitários Pedro Gravena, da Y&R, Mauro Cavaletti, do Facebook e André Piva, da Lov, vão promover um ‘Make-a-Thon’ de emergência na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo do Mackenzie com alguns parceiros e colaboradores, trabalhando em ideias que possam ajudar os desabrigados do desastre de Mariana, MG.

Tragédia mariana

A inspiração veio das maratonas de tecnologia populares entre desenvolvedores, a ‘Make-A-Thon’ é uma oficina prática de inovação que foca no exercício do “fazer”. Ao abraçar essa causa nobre, os organizadores querem reunir criativos, fazedores, arquitetos, designers, educadores, engenheiros, produtores de pré-fabricados, gurus, ONGs, artistas, comunicadores e quem mais puder co-criar em prol da população de Mariana. A ideia é que durante  15 horas todos coloquem a mão na massa para levantar soluções para as 200 famílias desabrigadas em Bento Rodrigues.

‘Brado – Desafio Mariana’, acontecerá de 22 a 27 de novembro. Os participantes serão estimulados a desenvolver novas ideias que resultem em projetos para minimizar os danos da tragédia para a população de Mariana.

Se você é de São Paulo e deseja participar, entre no site do projeto.

E olha que maravilha!! Também descobri que Os integrantes da RBBV – Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem – se solidarizam com todas as vítimas de Mariana e lançaram uma campanha para ajudá-las. As necessidades mudam a cada dia e agora o maior problema é a falta de água nas cidades banhadas pelo Rio Doce. Todo o dinheiro arrecadado será utilizado para a compra e distribuição de água mineral para os moradores dessas cidades. Se você quiser ajudar – é só clicar aqui!

Fazer alguma coisa é muito mais importante e construtivo do que debater no Facebook sobre qual desastre é pior.

Veja mais posts sobregente que faz Minas Gerais Mundo melhor Tragédia Mariana