27 de Janeiro de 2017

Trauma da Barbie – Pérolas da minha mãe

Uma  vez eu comentei em algum lugar – não lembro mais qual – que sempre morri de vontade de brincar de Barbie, mas que a minha mãe achava besteira e nunca tinha me dado uma. Amava quando uma amiga do meu prédio me chamava para brincar na casa dela, pois ela tinha várias bonecas, roupinhas, a casa e o carro da Barbie. Ficava o dia inteiro por lá. Era o dia inteiro de histórias inventadas e um mundo que a gente criava para aquelas bonecas.

Minha mãe falou que nem lembrava o motivo de nunca ter comprado uma, mas que não imaginava que eu  lembraria daquilo para sempre. Já rimos algumas vezes disso.

Ontem, estava no meio de uma revisão de texto quando vi que ela tinha mandado uma mensagem.

Fiquei rindo sozinha, olhando para o celular, imaginando o que passou pela cabeça dela quando levou a Barbie para casa antes de dar para alguém que realmente pudesse brincar com ela. E pior, o que ela estava pensando quando me escreveu do nada, perguntando se eu ia querer.

Será que ela realmente imaginou que depois de todos esses anos eu adoraria ganhar uma Barbie, a casa, o namorado e as amigas da boneca? Só minha mãe mesmo…



Veja mais posts sobrebarbie boneca Glória Belém Histórias mãe pérolas da minha mãe