21 de Junho de 2017

Vale a pena conhecer a Bodega Bouza no Uruguai?

Só de pensar no assunto desse post, meu coração apertou de saudade! A Bodega Bouza é um passeio delicioso. E que vale até mesmo repeteco – pelo menos na minha opinião. Já tem bastante tempo que fomos. Conhecemos a Bodega Bouza em 2013, quando fomos passar a nossa Lua de Mel na Argentina e no Uruguai. Mas por que falar sobre isso agora?

Estamos tendo que abrir espaço em casa para a nova pessoinha que vai chegar no final do ano. Por isso, comecei a fazer uma arrumação no nosso quarto do meio. Arrumar lugares que não mexemos sempre, é como descobrir pequenos tesouros esquecidos. E um desses tesouros foram os meus cadernos. É claro que a minha arrumação é demorada, pois eu gosto de olhar tudo com calma e saudade. Foi assim que encontrei as minhas anotações da viagem de lua de mel e também todo o nosso planejamento. Como nunca falei da Bodega Bouza por aqui, resolvi fazer isso agora.

Quando decidimos passar a lua de Mel no lugar que eu mais amo – Argentina -, Vinicius quis incluir outro lugar que ainda não conhecíamos – o Uruguai. Mas o que fazer naquele país? Eu não tinha a menor vontade de conhecer nada por lá. Será que realmente valia a pena? Vinicius insistiu e começamos as pesquisas para decidir o que faríamos nos dias que ficaríamos no Uruguai. Dividimos 7 dias pelas cidades de Colônia de Sacramento, Montevidéu e Punta. Confesso que no final, eu fiquei triste por não ter mais dias para passar naquele país que roubou o meu coração.

Nas pesquisas que fiz, descobri que em Montevidéu existiam algumas vinícolas. É claro que me animei no mesmo instante e fui lendo opinião de visitantes sobre todas elas. Resolvemos conhecer a Bodega Bouza, que parecia ter fácil acesso  e uma visitação legal.

Já no Uruguai, pegamos um táxi que não sabia como chegar na vinícola, mas em poucos minutos ele resolveu o problema ligando para a Bodega Bouza para pedir informações sobre como chegar. Apesar de ser um pouco distante – levamos uns 15 a vinte minutos do Centro de Montevidéu até a vinícola -, a corrida de táxi foi barata e todo o resto foi maravilhoso!

A Bodega Bouza tem um espaço bem bonito. Na visitação, a menina vai contando a história da vinícola e explicando o que acontece em cada um dos lugares que passamos. Como fomos no outono, as árvores estavam secas, não tinham uvas. Mas isso não tirava a beleza do lugar.

Depois da visitação, que durava por volta de uma hora, fomos fazer a degustação dos vinhos. Tínhamos pedido na reserva um tipo de degustação para cada um – a mais cara era de vinhos especiais. Esperávamos provar todos os vinhos deles com aquela ideia. Mas aconteceu alguma confusão na reserva e eles acabaram anotando as duas degustações normais para a gente. Para compensar a minha carinha de decepção, eles serviram dois vinhos da degustação mais cara para que eu pudesse experimentar – e realmente eram ótimos!

Para acompanhar a degustação – que era MUITO bem servida, quase meia tacinha de cada um dos vinhos -, eles serviam uma tábua de pães e frios que estava deliciosa!! Quando a degustação acabou, ainda tínhamos todos os vinhos nas taças e resolvemos almoçar por ali. Recomendamos que todos façam o mesmo, pois o almoço na Bodega Bouza é uma delícia!!

Como já tínhamos comido a tábua de frios, resolvemos dividir um prato e pedimos a famosa carne uruguaia – MARAVILHOSA!!! -, com molho de vinho tannat e um purê. Hummmmmmmm… A comida foi deliciosa e deixou um gostinho de quero mais.

O Uruguai é um país que quero MUITO voltar! E a Bodega Bouza vai ser destino certo. Quero voltar a beber aqueles vinhos e poder experimentar todos os que não provei naquela ocasião. Só de pensar, já fico com água na boca… Mas enquanto a Julinha não chega, vou apenas lembrando de todos os vinhos deliciosos que já experimentamos por aí! Se você também é apaixonada por essa bebida e estiver com passagem para o Uruguai, não deixe de fazer essa visita. É realmente deliciosa.

Veja mais posts sobreBodega Bouza Montevidéu Uruguai vinho vinhos